quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Um dia a maioria de nós irá se separar. Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, as descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que compartilhamos...

Saudades até dos momentos de lágrima, da angústia, das vésperas de finais de semana, de finais de ano, enfim... do companheirismo vivido... Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre...

Hoje não tenho mais tanta certeza disso. Em breve cada um vai pra seu lado, seja pelo destino, ou por algum desentendimento, segue a sua vida, talvez continuemos a nos encontrar, quem sabe... nos e-mails trocados...

Podemos nos telefonar... conversar algumas bobagens. Aí os dias vão passar... meses... anos... até este contato tornar-se cada vez mais raro. Vamos nos perder no tempo...

Um dia nossos filhos verão aquelas fotografias e perguntarão: Quem são aquelas pessoas? Diremos que eram nossos amigos. E... isso vai doer tanto!!! Foram meus amigos, foi com eles que vivi os melhores anos de minha vida!

A saudade vai apertar bem dentro do peito. Vai dar uma vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente... Quando o nosso grupo estiver incompleto... nos reuniremos para um último adeus de um amigo. E entre lágrima nos abraçaremos...

Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado... E nos perderemos no tempo...

Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo: não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades...

Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores... mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!!!

Vinícius de Moraes


segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Eu desisti...


O dificil ñ é lutar por aquilo que se quer, e sim desistir daquilo que se mais ama...eu desisti, mas por não ter mais condições de sofrer.

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Gente vocês que gostam de rir e estão passando por aqui, vai ai a dica do blog do meu amigo Douglas, ele mora em São Leopoldo e posta no blog as "aventuras" dele e dos seus amigos *-*
então não deixem de olhar -->  http://antesdamorte.blogspot.com/


Felizes somos nós, os SELETIVOS


amamos de verdade, agimos com naturalidade, escolhemos as amizades com o coração, ouvimos as músicas que realmente gostamos e não dançamos conforme a música só pra agradar, falsidade não é com a gente, e mesmo sendo excessões nesse mundo SUPERFICIAL, nós somos muito mais felizes.
Nunca ao menos te beijei


mas talvez você seja a pessoa que mais gostei até hoje, e nunca tive coragem de te contar isso. Quem diria, os que tiveram comigo tentaram me impressionar, mas nenhum foi tão maravilhoso quanto você, que só de estar do meu lado já me fazia bem...
Pessoas da alma... 


São elas muito mais ligadas a alma do que às coisas materiais e fúteis. Preferem ver o sorriso sincero de quem ama a ganhar a bolsa da moda. Preferem parques a shoppings. Preferem sentir o cheiro das plantas ao dessa poluição da vida caótica das pessoas. Preferem caminhar. Preferem ajudar. Preferem amar. Preferem sentir.

sábado, 19 de fevereiro de 2011

A menina que cresceu rápido demais, de um jeito que ninguém percebeu. A menina que dá mais valor aos amigos do que a ela mesma. A menina que já virou a noite, só pra ver o nascer do sol ao lado de alguém especial. A menina que é simpática na hora certa, mas sabe ser insuportável quando isso é necessário. Aquela que não está preocupada com a sua opinião, e com certeza não vai se abalar se você falar mal dela. A menina que demonstra força pra todos, mas só quem está sempre com ela que conhece seus verdadeiros momentos de fraqueza. A menina que busca a felicidade, seja como for, seja com o preço que for.
Ela nasceu pra ser feliz, e não pra ser normal
                                                                                       (Texto adaptado)



domingo, 6 de fevereiro de 2011

Eu posso,


ser muito carinhosa ou muito grossa, dependendo de você. Eu posso ser muito paciente e me irritar com facilidade. Eu posso amar uma coisa e mesmo assim não querer. Eu posso lutar por qualquer coisa e de uma hora para outra achar que não merece o meu esforço. Eu posso me apaixonar da primeira vez que vejo alguém como também posso não gostar sem motivo. Eu posso amar minha vida e de uma hora para outra perguntar: "Por que eu vivo?" Eu posso amar preto e escolher o branco. Eu posso achar errado e amanhã fazer a mesma coisa. Eu posso ser compreensiva e ao mesmo tempo teimosa. Eu posso achar que sei tudo sabendo que não sei nada. Eu posso saber que não posso e mesmo assim fazer. Eu posso jogar tudo para o alto e começar tudo de novo por nada.
(Texto adaptado.) 

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

E com vocês eu deixo, meu melhor sorriso, meu melhor abraço, minha melhor história, minha melhor intenção, toda minha compreensão...
                  I Love You


terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo, já perdi um AMOR por escondê-lo. 
Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos. 

Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso. 

Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.

Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.

Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.
Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto.
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.
Já tive crises de riso quando não podia.
Já quebrei pratos, copos e vasos, de raiva.
Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse.
Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar.
Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, outras vezes falei o que não pensava para magoar outros.
Já fingi ser o que não sou para agradar uns, já fingi ser o que não sou para desagradar outros.
Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz.
Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava.
Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade... Já tive medo do escuro, hoje no escuro "me acho, me agacho, fico ali".
Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais.
Já liguei para quem não queria apenas para não ligar para quem realmente queria.
Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava.
Já chamei pela mamãe no meio da noite fugindo de um pesadelo. Mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda.
Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri que não eram... Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!
Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!
Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE! 
Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas..., das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes.
Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos. 
Você pode até me empurrar de um penhasco q eu vou dizer: 
- E daí? EU ADORO VOAR!